Moradores do Dom Ozório entregam reivindicações ao governador




Diretora entrega reivindicaçãoDurante a assinatura dos Termos de Cooperação Técnica no último sábado (21), os moradores do Assentamento Dom Ozório entregaram uma pauta de reivindicações ao governador Pedro Taques.

No documento entregue a Taques pela diretora Maria Aparecida Tavares, os moradores pedem a entrega e a inauguração da Escola Boa Esperança, que pertence à Rede Estadual de Ensino, melhorias no transporte escolar e a perfuração de um poço artesiano para abastecer o estabelecimento de ensino. O governador garantiu que as reivindicações serão atendidas.

Os produtores reivindicaram também a instalação de um abatedouro de frangos, uma vez que um grande número de assentados está investindo na atividade. Com o abatedouro, eles acreditam que terão mais facilidade de comercialização tanto para o mercado comum quanto para a merenda escolar. De acordo com José Rodrigues da Silva, o “Zé Pretinho”, presidente da Cooperativa dos Produtores Rurais do Assentamento Dom Ozório, sem o abatedouro a comercialização dos frangos fica prejudicada por ser considerada clandestina.

Para Natal Scaramussa, presidente da Associação Vale dos Sonhos, que reúne pequenos produtores do Dom Ozório, desde que o Assentamento foi criado há 7 anos, eles nunca receberam nenhum tipo de recursos para investirem na produção. Grande parte dos assentados, para poder garantir renda, está plantando soja ou milho, atividade que, de acordo com Scaramussa, não faz parte da agricultura familiar.

Com a vinda do governador ao Assentamento ele acredita que a liberação dos recursos ficará mais fácil. “As autoridades do Estado influenciam muito na liberação destes créditos. Acredito que a vinda do governador será fundamental para tomar conhecimento das condições do assentamento”, observou.

Logística, terra regularizada, acesso a financiamentos e meios de comercialização, são considerados pelo secretário de Agricultura Familiar e Regulação Fundiária de Mato Grosso, Suelme Fernandes, como fundamentais para o sucesso da atividade produtiva. “Estes são eixos que o governador colocou como pré-requisitos para que a agricultura familiar funcione. Também são necessárias parcerias estratégicas com instituições financeiras, sindicatos de produtores rurais e instituições que apoiam a agricultura familiar”, disse.

Suelme Fernandes afirmou ter certeza de que a maior parte das reivindicações dos moradores do Dom Ozório serão atendidas pelo Governador Pedro Taques tão logo os projetos executivos cheguem até ele. “Vamos entrar numa nova fronteira de desenvolvimento e oportunidades que vai nos levar ao ranking dos grandes produtores da agricultura familiar”, disse. (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação)

Categorias: Noticias