Feira literária homenageia escritoras, valoriza autores locais e incentiva a leitura




carolinaA Feira Literária que será realizada neste sábado (14) e domingo (15) pela produtora Cultural Iolita Ferreira dos Santos na Praça João Paulo II, em Campo Verde, homenageará Carolina Maria de Jesus (foto), primeira mulher negra a ter um livro publicado no Brasil.

Pobre e favelada, Carolina retratou em sua principal obra, intitulada “Quarto de Despejo”, sua dura vida na favela do Canindé, na São Paulo dos anos de 1950 e 1960. “Descoberta” pelo jornalista Audálio Dantas, ela teve suas anotações em forma de diário transformadas em livro e publicadas em 1960. Apesar do sucesso da crítica, Carolina nunca deixou a favela.

Outra homenageada será a escritora e poetisa Denise Emmer, filha de Janete Clair, que morreu em 1983, e do também autor de novelas Dias Gomes, morto em 1999. Escritora, poeta, compositora, violoncelista e cantora, Denise tem 16 livros publicados e já lançou 7 discos.

Apesar de homenagear duas importantes mulheres do cenário artístico e literário brasileira, a Feira, conforme frisou Iolita, tem como objetivo principal incentivar a leitura e dar visibilidade aos escritores de Campo Verde, proporcionando a eles a interação com renomados autores, como Eduardo Mahon, presidente da Academia Mato-grossense de Letras, Cloves Matos, Marida Leite, Luciene Carvalho, Ivens Scaff e Célia Vieira. O evento terá ainda a participação da contadora de histórias Alice Oliveira.

De acordo com Iolita, seis escritores de Campo Verde estarão participando da Feira e divulgando seus trabalhos, que poderão ser adquiridos pelos visitantes. Cloves Matos, que percorre as cidades com sua biblioteca ambulante, irá propor um desafio aos estudantes locais, com a distribuição de 20 câmeras fotográficas para que eles retratem a cidade da forma como a veem. O resultado será projetado em um telão.

Além da mostra de trabalhos literários, durante a Feira haverá apresentações de hip hop, declamação de poesia, sessão de autógrafos, freestyler, performances, café filosófico e venda de livros. A Feira será aberta às 18h00 de sábado. No domingo, a abertura será às 10h00, com encerramento às 17h00. (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação)

Categorias: Noticias