Campo Verde realiza hoje audiência pública para tratar da segurança




PM-expulsosO Conselho Municipal de Segurança Pública (COMSEP), em parceria com a Prefeitura Municipal e com o Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), realiza hoje (8) uma audiência pública no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Campo Verde para tratar de um tema fundamental: a melhoria da segurança pública.

Com início às 17h00, a audiência contará com a presença do prefeito Fábio Schroeter, do comandante do 11º comando Regional de Polícia Militar de Primavera do Leste, Coronel Walter Silveira Santos, e do delegado regional de Polícia Civil, Fernando Vasco Spinelli Pigossi. Está sendo aguardada também a participação de deputados estaduais e de representantes do Governo do Estado.

Durante a audiência pública, além de serem ouvidas as demandas por parte dos participantes, será feita também a apresentação das ações do COMSEP, do GGIM e da Prefeitura Municipal para melhorar a segurança pública em Campo Verde.

Entre essas ações estão a instalação do sistema de monitoramento eletrônico, que será ampliado com a aquisição de mais dez câmeras, o projeto para a construção da vila militar, aumento do efetivo e a construção de uma cadeia pública.

O prefeito Fábio Schroeter destacou que a participação da população é importante para que as reivindicações ganhem forças e sejam atendidas pelo Governo do Estado. “A segurança pública é algo que nos preocupa e temos procurado investir para melhora-la, mas precisamos de um apoio maior do governo”, disse o prefeito. “E entendemos que a presença de moradores, empresários, comerciantes e dos moradores nessa audiência, torna nossas reivindicações mais fortes”, completou.

Um dos grandes problemas apontado pela população e pelas autoridades municipais é o pouco efetivo, principalmente da Polícia Militar. Com cerca de 40 mil habitantes, Campo Verde conta com um contingente formado por 30 homens, entre oficiais e soldados, quando, de acordo com a Lei, seriam necessários 109 policiais.

Na Polícia Civil o efetivo também é menor que o necessário para a prestação de um serviço de maior eficiência.  Atualmente, a Delegacia de Campo Verde conta com 12 investigadores e 4 escrivães.

A falta de uma cadeia pública também interfere diretamente no aparato de segurança em Campo Verde. Como os presos são transferidos para presídios de outros municípios o efetivo policia fica comprometido devido à escolta necessária.  (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação/ASCOMCV)

Categorias: Planejamento