Projeto Japuíra poderá ser implantado em Campo Verde




Criado pelo Instituto Mato-grossense do Algodão (IMAmt), o Projeto Japuíra visa capacitar costureira para a produção de roupas como lingeries, cuecas, jeans, camisetas e uniformes. Em Mato Grosso o projeto já é desenvolvido em vários municípios, como Nova Ubiratã e Nortelândia.

Em Campo Verde, uma parceria que está sendo “costurada” entre a Administração Municipal e o IMAmt, poderá resultar na implantação do Projeto no Município.

Na última semana o secretário de Indústria, Comércio e Turismo, Altair Donizete Restani, e o coordenador Mayron Felipe Ribeiro Lins, acompanhados pelo coordenador do IMAmt, Osmar Rodrigues de Souza, conheceram o Projeto Japuíra em Nortelândia.

De acordo com Restani, as costureiras de Nortelândia, cidade com 6 mil habitantes, foram capacitadas através de cursos oferecidos pelo IMAmt e estão divididas em grupos que produzem camisetas através do sistema de facção, onde as empresas de confecção repassam as peças cortadas para que elas façam o fechamento. “Por mês elas conseguem uma renda que varia de R$ 500 a R$ 1,2 mil, dependendo das horas trabalhadas”, explicou Restani.

Conforme informou Restani, a proposta é que 20 costureiras de Campo Verde sejam capacitadas através de treinamentos ofertados pelo IMAmt para trabalharem na fabricação de calças jeans e uniformes industriais. As máquinas, que após a capacitação serão utilizadas pelas costureiras, serão repassadas pelo Instituto, que também fornecerá a linha e os tecidos.

À Prefeitura caberá ceder o espaço para os cursos, que terá duração de um ano; parte da matéria prima necessária para o curso e a orientação das costureiras na organização de uma cooperativa ou de uma associação onde elas atuarão. “Queremos dar a elas suporte para que possam atuar em uma atividade onde tenham renda”, disse Restani.