Saúde de Campo Verde é avaliada como a melhor da região Sul de Mato Grosso




A Saúde Pública de Campo Verde foi avaliada como a melhor da região Sul de Mato Grosso no primeiro semestre de 2018 devido ao desempenho no alcance das metas estipuladas pelo Ministério da Saúde através do SISPACTO – sistema que monitora e avalia as pactuações de diretrizes, objetivos, metas e indicadores preestabelecidas.

A avaliação foi feita pelo Escritório Regional da Secretaria Estadual de Saúde em Rondonópolis. Entre os 19 municípios da região Sul, Campo Verde apresentou índices de positividade de 81,82% nos 23 indicadores avaliados.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Altair Timóteo de Araújo, os resultados apresentados por Campo Verde serviram de modelo para os demais municípios da região. “Na última sexta-feira (21) apresentamos aos secretários de saúde, durante uma reunião em Rondonópolis, as estratégias que utilizamos para que os resultados pudessem ser alcançados”, informou Araújo.

Entre os indicadores com maior destaque no alcance das metas por Campo Verde estão a cobertura vacinal nas campanhas realizadas e o monitoramento da qualidade da água consumida pela população com análises dos parâmetros de coliformes totais, cloro residual livre e turbidez.

Também se destacaram a realização de exames para a prevenção do câncer de colo de útero em mulheres com idade entre 25 e 64 anos e a realização de exames de mamografia em mulheres de 50 a 69 anos de idade.

Campo Verde também se destacou na redução do índice de mortalidade infantil, na cobertura populacional estimada pelas equipes de atenção básica e na cobertura de imóveis visitados para o controle do mosquito Aedes aegipty.

Altair Timóteo de Araújo enfatizou que os resultados atingidos só foram possíveis graças ao empenho e o comprometimento da equipe da Secretaria Municipal de Saúde e ao apoio da Administração Municipal na realização das ações. “Só tenho que agradecer aos servidores e ao prefeito Fábio Schroeter por nos dar condições de trabalhar e pelos investimentos feitos na Saúde Pública”, frisou.

Categorias: Saúde