CREAS orienta gestantes sobre violência doméstica




A assistente social Angélica Guedes e a psicóloga Rita de Cassia Gomes da Silva Venâncio, do Centro de Referência e Assistências Social de Campo Verde, ministraram palestra sobre violência doméstica na tarde hoje (11) à gestantes que aguardavam por atendimento no Centro de Atenção Integral da Criança e da Mulher.

De acordo com a psicóloga Angélica Guedes, em 2016 foram registrados 150 Boletins de Ocorrência onde configuravam casos de violência doméstica. Esse número, segundo ela, pode ser ainda maior, já que muitas não procuram a delegacia para denunciar o marido ou companheiro.

Conforme frisou a assistência social, as mulheres ainda resistem em buscar seus direitos ou denunciar o esposo ou companheiro por agressões, sejam elas físicas ou morais. Por medo de perder o sustento do lar, elas acabam se omitindo e contribuindo para a violência cresça ainda mais.

Durante a reunião foram distribuídos panfletos com orientações às mulheres. Nesta quarta-feira (12) nova palestra sobre o tema será ministrada no CAISM. (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação/ASCOMCV)

Categorias: Assistência Social