Professores participam de workshop sobre Projetos Baú das Artes e Nau dos Mestres




Professores de todas as escolas da Rede Municipal de Ensino estão participando nesta terça-feira (16), no Centro Educacional Paulo Freire, do primeiro workshop dos Projetos Nau dos Mestres e Baú das Artes, que em Campo Verde é patrocinado pela empresa Monsanto.

A capacitação está sendo ministrada por profissionais da empresa Evoluir, de São Paulo, com as aulas sendo realizadas no período da tarde e da noite. “Esses dois projetos são destinados ao ensino fundamental”, explica Simone Borges, da Secretaria Municipal de Educação de Campo Verde e coordenadora dos Projetos.

Simone explica também que o Projeto Baú das Artes é voltado para as séries iniciais, que vão do 1º ao 3º ano. “Isso não significa que as outras séries não possam aproveitar, pois é um material bem rico, mas ele é previamente destinado às turmas menores, pois trabalha bem a construção da escrita, o incentivo à leitura, a produção de artes”, ressaltou.

O Nau dos Mestres, conforme explica Simone Borges, é direcionado ao 4º, 5º e 6º ano. “Trabalha bastante a questão da produção cientifica, ajudando as crianças a despertar esse lado da experiência, da curiosidade”, observa. Os Projetos serão encerrados em outubro e até setembro, mais dois workshops serão realizados.

Simone lembrou que todo o material utilizado nos workshops poderá ser utilizado pelas escolas no próximo ano, uma vez que, após o término dos projetos eles ficarão em poder da Secretaria Municipal de Educação.

Responsável pela parte de produção, concepção e coordenação do Nau dos Mestre e do Baú das Artes, Rafael Pereira, da Evoluir, explica que neste primeiro workshop será mostrado o funcionamento dos Projetos e repassar dicas de utilização dos materiais. “Trazer todos os detalhes possíveis e em três, quatro horas de workshop os professores sairão daqui entendendo o que são os dois projetos e motivados para utilizar esse material em sala de aula”, diz ele.

De acordo com Rafael Pereira, a proposta dos Projetos é que eles sejam ferramentas para os professores trabalharem com os alunos de uma maneira que fuja ao convencional. “O ensino é muito bacana em lousa, em sala de aula, mas ideia com esses projetos é que se saia um pouco dessa educação mais formal para trazer essa oportunidade do ensino de ciências com o Nau dos Mestres, principalmente, e o ensino de arte, os temas transversais com o Baú, com aulas mais lúdicas. Trazer uma aula diferente para que os alunos tenham prazer em estar na escola”, diz.

Secretária Municipal de Educação e Cultura, Andréa Schroeter agradeceu a Monsanto pelo patrocínio dos Projetos e o empenho dos professores. De acordo com Andréa, os Projetos são Excelentes “e enriquecem o trabalho nas escolas”. “É preciso abrir as portas, abrir as ideias para novas práticas”, ressalta. Segundo Andréa, propostas como a Nau dos Mestres e o Baú do Saber enriquecem a prática do ensino. (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação/ASCOMCV)

Categorias: Educação e Cultura