Avicultura de corte

Voltar a Pagina Inicial

A criação de frangos de corte em Campo Verde teve início em 1992, com a implantação dos primeiros aviários. Até então, a avicultura era considerada inviável em Mato Grosso devido ao clima quente e seco em pelo menos cinco meses do ano.

Como em Campo Verde, devido à altitude de 745 metros acima do nível do mar, a temperatura é mais amena que em outras regiões do estado, a criação de aves para o abate deu certo e o município tornou-se pioneiro na atividade.

Outro fator que contribuiu de maneira importante para que a avicultura se desenvolvesse no município foi a grande oferta de matéria-prima, como soja, milho e sorgo, utilizados na fabricação de ração.

Atualmente, de acordo com os dados da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente (SEDAM), mensalmente são abatidas 6,4 milhões de aves criadas em 427 galpões, sendo que 348 pertencem a 109 produtores integrados e 77 à BRF. Diariamente saem dos aviários de Campo Verde 164 mil frangos para o abate. Esses números fazem do município um dos maiores produtores de frangos de corte de Mato Grosso.

Com condições favoráveis, a avicultura se consolidou e tornou-se uma das principais atividades econômicas de Campo Verde, transformando-se em uma importante fonte de geração de emprego e renda para população. Estima-se que 2,5 mil pessoas trabalhem direta e indiretamente ligadas ao setor.