Ex-secretária de Saúde, Sandra Badoco faz balanço positivo de sua atuação frente à pasta




Fazer saúde pública e ofertar um atendimento de qualidade à população não têm sido uma tarefa fácil para os gestores: faltam recursos, faltam profissionais qualificados, faltam medicamentos, faltam estruturas físicas adequadas.

Em Campo Verde, embora também existam dificuldades, a realidade é bem diferente daquela vivida na maioria das pequenas, médias e grandes cidades. E isso se deve, em grande parte, ao trabalho desenvolvido pela secretaria municipal de Saúde, que nos últimos três anos foi comandada pela fisioterapeuta Sandra Badoco.

No último dia 30, Sandra deixou o cargo por motivos particulares. Mas entregou a pasta com o sentimento do dever cumprido. Ou mais que cumprido. “Acho que fizemos muito, sempre com o apoio do prefeito Fábio, mas não poderia deixar de agradecer em especial a toda a equipe da Saúde. A Nossa Saúde é de qualidade graças ao trabalho que é realizado na ponta por cada servidor”, destacou na manhã desta quarta-feira, durante a apresentação do novo titular da pasta.

Durante o período em que comandou a SMS, Sandra soube gerenciar os recursos financeiros de maneira eficiente, conseguindo desta forma atender a maioria das demandas surgidas. Uma das maiores conquistas desse período foi, sem dúvida, a implantação do Programa Melhor em Casa, que leva atendimento médico a pacientes acamados ou com dificuldade de locomoção.

Formada por um médico, uma fisioterapeuta, uma enfermeira, um técnico de enfermagem e uma nutricionista, a equipe do Melhor em Casa conta também com um carro exclusivo para o deslocamento até a casa dos pacientes.

Durante o tempo em que Sandra Badoco comandou a pasta, foi construída a Unidade de Saúde do bairro Estação da Luz, concluída as obras da Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas, reformadas as unidades de saúde dos bairros Recanto do Bosque, Jupiara e Odemir Eckert (Araras), no Jardim Campo Verde.

Com a construção da Unidade de Saúde do Bairro Estação da Luz, a antiga UBS Central passou a ser referência para os moradores da zona rural – algo até então inédito – e foi habilitada a Unidade de Saúde do Assentamento Santo Antônio da Fartura

Outras conquistas importantes nesse período foram as reformas e ampliações das Unidades da Saúde Olímpia Stecanela Macarini, no Jardim Campo Verde, e Zacarias Furtado de Lima, no Vale do Sol. O Laboratório Municipal, o Centro de Especialidades Médicas, a Farmácia Municipal e o Centro de Atenção Psicossocial, passaram a funcionar em novas instalações, que foram totalmente reformadas para proporcionar mais conforto aos usuários e melhores condições de trabalho aos servidores.

Foi durante a gestão de Sandra Badoco frente à Secretaria Municipal de Saúde que a Academia da Saúde, no bairro Bordas do Lago, foi inaugurada e equipada. Também foi viabilizada uma sede própria e adquiridos dois carros para as Vigilâncias Ambiental, Sanitária e em Saúde, que foram alocadas no antigo PSF do bairro Jupiara.

Houve também investimentos de R$ 1,7 milhão viabilizados juntos ao Governo Federal, na aquisição de equipamentos para o Laboratório Municipal, para a Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas, para o Centro de Especialidades Médicas e para as Unidades Básicas de Saúde.

Os investimentos feitos na aquisição de equipamentos e na automatização do Laboratório Municipal reduziram de 20 para 4 dias o tempo de espera por exames e, em casos de urgência e emergência, os exames são feitos no mesmo dia.

“Nós conseguimos ampliar em mais 40 os exames ofertados e ainda reduzimos os custos”, frisou Sandra Badoco. Essa redução nos custos, de acordo com a projeção feita com base nos últimos três meses será de R$ 220 mil ao ano.

Nos últimos três anos, foram adquiridos seis veículos para a Secretaria Municipal de Saúde, uma van para o transporte dos pacientes que fazem hemodiálise em Rondonópolis, um carro para a Vigilância em Saúde e outro para a atenção básica, e compradas duas novas ambulâncias. Para as Agentes de Saúde e de Endemias, foram compradas bicicletas.

Sob Sandra Badoco, foi implantado sistema informatizado em todos os setores da Secretaria de Saúde, permitindo o acompanhamento total dos pacientes que utilizam os serviços de saúde pública; foi feito o credenciamento de especialidades médicas e qualificado o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Foram feitos ainda investimentos na aquisição de 12 câmaras frias para conservação de vacinas nas Unidades Básicas de Saúde, na compra de uma cadeira odontológica para o Posto de Saúde da Comunidade Limeira; e adquiridos dois aparelhos de ultrassonografia para o Centro de Atendimento Integral da Saúde da Mulher e para o Hospital Municipal Coração de Jesus.

Em todas as unidades de saúde da zona rural foi implantado atendimento odontológico. A coleta para exames preventivos de câncer de colo de útero passou a ser semanal e a vacinação é realizada diariamente onde há técnico de enfermagem. Ainda no atendimento aos pacientes, mutirões em diversas especialidades, como psiquiatria, ortopedia e otorrinolaringologia reduziram as filas de espera.

Todos os investimentos feitos e as ações desenvolvidas ao longo dos últimos três anos, resultaram em mais qualidade nos serviços de saúde pública, como a ampliação do número de grupos de atendimento de saúde mental do NASF, a criação de novas equipes de atendimento para as novas unidades de saúde cadastradas na zona rural e a habilitação dos consultórios odontológicos da Unidade de Saúde Central e do Jardim América.

Proporcionaram também o aumento no número de consultas realizadas mensalmente, que passou de 294 para 378. A contratação de mais técnicos de enfermagem para atuarem nas Unidades de Saúde agilizou e melhorou o atendimento ofertado, assim como a contratação de aproximadamente 30 agentes comunitários de saúde, incrementaram as ações na saúde de atenção básica. (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação/ASCOMCV)

Categorias: Saúde