Festicave atraiu um público de 2,3 mil pessoas




Realizada pelo Departamento de Cultura da Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Campo Verde, a XI edição do Festival de Teatro de Campo Verde (Festicave) atraiu um público de 2,3 mil pessoas durante os dois dias de apresentação das peças. 190 pessoas, entre atores, diretos, técnicos e professores estiveram envolvido na preparação dos espetáculos e na organização do evento, que teve o apoio da Prefeitura Municipal.

Ao longo do Festival foram apresentadas 13 peças nas categorias Infantil, Infanto-juvenil e e juvenil/adulto. Os espetáculos se destacaram pelo talento dos atores, cenários, figurinos, iluminação e sonoplastia, quesitos que foram avaliados pelos jurados Jefferson Jacem, Sérgio Carvalho e Rogério Luiz Bauer.

Para a supervisora do Departamento de Cultura, o Festicave está em um processo de reconstrução por não ter sido realizado nos últimos dois anos e é um evento que contribui com o crescimento cultural de Campo Verde. “E o que vimos aqui foi uma demonstração de dedicação, de muito talento”, disse ela.

Secretária Municipal de Educação e Cultura, Andréa Schroeter destacou que o Festicav pode crescer ainda mais. “A gente só consegue melhorar fazendo, praticando.  E no próximo ano a gente vai fazer melhor ainda”, afirmou.

O prefeito Fábio Schroeter participou da cerimônia de encerramento e de entrega dos prêmios e parabenizou o trabalho feito pelos servidores do Departamento de Cultura, o apoio dos familiares dos participantes e a dedicação dos alunos/atores. “É sempre uma alegria grande poder investir no teatro porque eu tenho a convicção porque isso vai ajudar muito no desenvolvimento das nossas crianças, sem falar na questão cultural”, frisou.

Resultados

Categoria Infanto-juvenil

Melhor maquiagem: “Pluft, o fantasminha” (Grupo Caixa Mágica – Escola Municipal Dona Maria Artemir Pires) Figurino: “O Cavalo Transparente” (Grupo Gambiarra) Iluminação: “O Cavalo Transparente” (Grupo Gambiarra) Sonoplastia: “Apenas Um” (Grupo Fonte de Luz) Cenário: “Pluft, o fantasminha” (Grupo Caixa Mágica) Melhor Ator Coadjuvante: Thomas Guilherme – “O Casamento de Dona Rosinha” (Grupo Toatores – Escola Progresso) Melhor Atriz Coadjuvante: Bruna de Oliveira – “Pluft, o fantasminha” – (Grupo Caixa Mágica – Escola Municipal Dona Maria Artemir Pires) Melhor Ator: João Vitor Dias – “O Cavalo Transparente” (Grupo Gambiarra) Melhor Atriz: Lyandra Granjeiro – “Apenas Um” (Grupo Fonte de Luz) Direção: “O Cavalo Transparente” – (Grupo Gambiarra) Melhor Espetáculo: “O Casamento de Dona Rosinha” – (Grupo Toatores – Escola Progresso)

Categoria Juvenil/Adulto

Maquiagem: “Foi por você” (Grupo Teatral da Paróquia São Cristóvão); Figurino: “Foi por você” (Grupo Teatral da Paróquia São Cristóvão); Iluminação: Foi por você” (Grupo Teatral da Paróquia São Cristóvão) Sonoplastia: “Terapia Familiar” (Grupo Teatrolando – Escola Progresso) Cenário: Terapia Familiar (Grupo Teatrolando – Escola Progresso) Melhor Ator Coadjuvante: Paulo Barcelos “Terapia Familiar” (Grupo Teatrolando – Escola Progresso) Melhor Atriz Coadjuvante: Vera Lúcia “Foi por você” (Grupo de Teatro da Paróquia São Cristóvão) Melhor Ator: Gustavo Alves “Terapia Familiar (Grupo Teatrolando – Escola Progresso) Melhor Atriz: Karla Aparecida “Valsa número 6” (Trupe Evoé) Direção: Valsa Número 6 (Trupe Evoé) Melhor Espetáculo: “Valsa Número 6” (Trupe Evoé).

Infantil

Maquiagem: “A abelhinha abelhuda” (Grupo Sorriso de Mel – Escola Municipal Monteiro Lobato) Figurino: “A abelhinha abelhuda” (Grupo Sorriso de Mel – Escola Municipal Monteiro Lobato) Iluminação: “A bruxinha que era boa” (Grupo Paulo Freire – Centro Educacional Paulo Freire) Sonoplastia: “A bruxinha que era boa” (Grupo Paulo Freire – Centro Educacional Paulo Freire) Cenário: “A bruxinha que era boa” (Grupo Paulo Freire – Centro Educacional Paulo Freire) Melhor Ator coadjuvante: Thassyo Henrique “O dia em que as placas falaram” (Grupo Teatral San Loran (Escola Municipal São Lourenço) Melhor Atriz Coadjuvante: Clara Beatriz “A bruxinha que era boa” (Grupo Paulo Freire – Centro Educacional Paulo Freire) Melhor Ator: Marcos Souza (Grupo Sorriso de Mel – Escola Municipal Monteiro Lobato) Melhor Atriz: Bárbara Vitória: “A bruxinha que era boa” (Grupo Paulo Freire – Centro Educacional Paulo Freire) Direção: “A abelhinha abelhuda” (Grupo Sorriso de Mel – Escola Municipal Monteiro Lobato) Melhor Espetáculo: ““A bruxinha que era boa” (Grupo Paulo Freire – Centro Educacional Paulo Freire)

Categorias: Educação e Cultura