Campo Verde realiza Fórum Pró-Selo Unicef




Representantes das Secretarias de Assistência Social, Educação e Cultura; Saúde, Esporte e Lazer e da população em geral de Campo Verde estão participando hoje (18) do 1° Fórum Comunitário Pró-Selo Unicef. O evento está sendo realizado na Associação dos Idosos, no bairro Campo Verde II, e vai até as 11h00.

O Selo Unicef é concedido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância como reconhecimento aos municípios que apresentam bons indicadores sociais e desenvolvem ações efetivas na busca por melhorias da qualidade de vida para crianças e adolescentes com idade até 17 anos.

Durante o Fórum os participantes vão apresentar e debater propostas e ações que possam melhorar os indicadores sociais em relação ao público alvo. A avaliação para a concessão do Selo é feita com base nas ações desenvolvidas ao longo dos quatro anos da Administração Municipal. “Campo Verde tem alguns indicadores que estão em ‘alerta’ e que precisamos melhorar”, observou a representante do Selo Unicef, Letícia de Arruda Monteiro Albuquerque.

Estar em ‘alerta’, segundo ela, não significa que esses indicadores estejam abaixo do exigido. “Mas são indicadores que durante esse período de três anos nós estaremos trabalhando afim de melhorá-los”, completou.

Em 2013, conforme lembrou o prefeito Fábio Schroeter, Campo Verde aderiu ao Selo Unicef, sendo agraciado com o reconhecimento em 2016. “O Município tem se preocupado com as suas crianças”, destacou o prefeito. “E novamente nos aderimos ao programa e estamos iniciando uma nova etapa”, completou.

Para o prefeito, ser novamente reconhecido com o selo Unicef é um novo desafio. “Uma vez vencida uma etapa as exigências aumentam. Com esse novo trabalho nós queremos cada vez mais melhorar as condições de vida das nossas crianças aqui do nosso Município”, afirmou.

Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Izabel Cristina Gutierrez destacou o tralho desenvolvido pela Administração Municipal no desenvolvimento das políticas públicas que visam melhorar a qualidade de vida das crianças e dos adolescentes.

“Campo Verde tem atuado bastante nessas políticas, desenvolvendo algumas coisas que são o diferencial. Trabalhando e articulando junto ao sistema de garantira de direitos a gente tem conseguido atender nossas crianças e estamos caminhando para melhorar ainda mais esse atendimento”, frisou Izabel Cristina.

Além das ações na Educação, Saúde e Assistência Social, o atendimento à crianças e adolescentes com atividades complementares, como no Esporte e na Cultura, contribuíram significativamente para que o Município conquistasse o Selo UNICEF em 2016.

No Esporte, mais de 1,5 mil crianças e adolescentes são atendidas por escolinhas em 11 modalidades. Na Cultura, a Escola de Música da Orquestra Sinfônica Jovem atende outras 400.

Categorias: Assistência Social