Prefeito anuncia cancelamento do Carnaval. Recursos serão usados na compra de UTI móvel




Prefeito Fábio Schroeter

Prefeito Fábio Schroeter

O prefeito Fábio Schroeter anunciou na manhã de hoje (14), durante entrevista coletiva aos veículos de comunicação de Campo Verde, que a Prefeitura não irá realizar o Carnaval de rua este ano.

De acordo com o prefeito, a decisão foi tomada em razão dos altos custos do evento e do pouco recurso previsto no orçamento municipal para a realização do Campofolia.

Em 2013, conforme lembrou Fábio Schroeter, foram investidos R$ 300 mil na realização do Carnaval.

Este ano, de acordo com o prefeito, os valores que seriam destinados aos festejos vão ser investidos na área da Saúde. “Esse é um recurso próprio, então nós podemos dar a destinação que acharmos mais correta. E nós optamos de uma forma definitiva, por investir na aquisição dos equipamentos para uma UTI Móvel. São recursos consideráveis, que devem ficar em pelo menos em R$ 200 mil, segundo um levantamento prévio, e a gente acredita que isso vai ser um grande avanço”, observou.

O prefeito Fábio Schroeter lembrou que os recursos, por serem do Município e não de convênios, podem ser remanejados sem que haja o descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal. Ele também destacou que a medida pode desagradar uma parcela da sociedade, mas beneficiará a todos. “A gente tem essa consciência. A gente sabe que toda ação sempre pode desagradar, mas eu acredito que muita gente vai ser beneficiada com essa atitude. Então a gente está bem tranquilo em relação a isso. É claro que a gente gostaria de fazer o Carnaval, mas o recurso é muito pouco”, lamentou.

Em Mato Grosso, vários municípios estão adotando a mesma postura que Campo Verde e direcionando os recursos destinados aos eventos carnavalescos para outras áreas. Na região Sul, um dos municípios em que não haverá investimentos públicos no Carnaval será Rondonópolis. Santo Antônio do Leverger, cidade com forte tradição carnavalesca, anunciou na última terça-feira que não haverá folia financiada com recursos municipais.

Embora a Administração Municipal de Campo Verde não vá investir na realização do Carnaval, o prefeito Fábio Schroeter informou que não há impedimento para que empresas, blocos carnavalescos, associações ou entidades beneficentes realizem o evento. Para que isso possa ser feito é necessário autorização do Município e o cumprimento de todas as exigências legais e de segurança. “Quem estiver disposto a tomar essa iniciativa vai ter que seguir as regras normais, vai ter que solicitar autorização para o Município e vai ter que se responsabilizar também pelo evento”, disse o prefeito.

A compra de uma UTI móvel vai proporcionar um ganho de tempo na transferência de pacientes em estado grave para outros centros de pelo menos três horas. A partir do momento em que a Central de Regulação libera a vaga em uma UTI convencional, o deslocamento da Unidade Móvel para Campo Verde e depois para Rondonópolis ou Cuiabá, pode levar de 5 a 6 horas. Com uma UTI Móvel própria, o tempo de viagem será reduzido para cerca de 3 horas. (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação)

Categorias: Noticias