Empresas são contempladas com terrenos no Distrito Industrial II




IMG_9035Na última sexta-feira (26), a Administração Municipal de Campo Verde, contemplou seis empresas com terrenos no Distrito Industrial II. As empresas vão investir no total, cerca de R$ 3.200.000,00 e gerar 96 empregos diretos no primeiro ano de funcionamento.

Os terrenos repassados têm tamanho que variam de 1,1 mi metros quadrados a 1,3 mil metros quadrados. Todas as empresas beneficiadas já atuam em Campo Verde. Com uma área própria e com tamanho maior, elas poderão ampliar a capacidade de produção.

O incentivo dado às empresas pela Administração Municipal foi considerado pelo presidente da Câmara de Vereadores, Welson Paulo da Silva, um grande avanço, que segundo ele, só foi possível devido a mudanças feitas na Lei de Incentivos pelo prefeito Fábio Schroeter.

IMG_9033Maria Marcia Feliciano é uma das proprietárias da Alumetal. Há quatro anos em Campo Verde, empresa que produz fechadura e comercializa perfis de alumínios utilizados na montagem do vidro temperado, gera nove empregos diretos. Entretanto, segundo ela, o espaço onde a empresa está instalada já não atende às necessidades. “Hoje o local onde a gente está, está pequeno”, disse.

Maria Márcia ressaltou que com a concessão do terreno, a Alumetal poderá ampliar a capacidade de produção e o número de postos de trabalho gerados. “Muitas das vezes, como foi dito, as Prefeituras em geral, elas querem chamar as empresas para cá. Não valorizam os que já estão aqui. Então eu estou muito feliz e agradecida por isso”, ressaltou.

Márcio Gonsain é engenheiro agrônomo e um dos sócios da Assist Consultoria e Experimentação Agronômica, empresa que atua na área de assistência técnica para produtores rurais e prestação de serviços para multinacionais como a Bayer.

Segundo ele, a concessão do terreno vai permitir a ampliação dos negócios e a utilização de mais tecnologia maior nas atividades desenvolvidas e nos serviços ofertados. Hoje, segundo ele, produtores rurais, em muitos casos, ainda recorrem a empresas de outras cidades em busca de determinados serviços. “Com isso, a gente vai trazer pra dentro da nossa cidade”, disse ele.

Para o secretário municipal de Indústria, Comércio e Turismo, Aparecido Rudnick, a concessão dos terrenos foi uma grande ação desenvolvida por sua pasta com o apoio do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Campo Verde e com o aval final da Administração Municipal. “Com certeza nós tivemos aí um trabalho com toda a determinação e apoio do prefeito Fábio na questão de se valorizar as empresas que estão no nosso município e também atrair investimentos de fora”, disse.

Diretora financeira da Cooperativa Mista de Agricultura Familiar de campo Verde (Cooperunião), Marlene da Silva Santos afirmou que o apoio da Administração Municipal com a concessão vai representar a concretização de um sonho. “Com o terreno, nós vamos construir nosso próprio barracão”, informou.

A Cooperunião, de acordo com Marlene, fornece produtos para a merenda escolar das escolas de Campo Verde e de outros municípios, o que demanda a necessidade de um espaço maior para o desenvolvimento dos trabalhos. Com a construção de uma sede própria e a centralização dos funcionários, os ficarão mais ágeis e permitirá que a Cooperativa passe a comercializar também insumos com os pequenos produtores com preços mais acessíveis.

“Eu acho que para a cidade de Campo Verde, isso significa muito”, disse ele. “Porque uma das coisas que sempre se batalhou, sempre se perguntou foi por que Campo Verde não tem mais indústria? Por que Campo Verde não proporciona outras gerações de emprego a não serem empregos relacionados à soja, ao algodão? E hoje, com tantas empresas de diferentes setores, realmente, eu acho que Campo Verde ganha muito com isso e nós saímos daqui muito satisfeitos”, completou.

Para o prefeito Fábio Schroeter, ações como a concessão dos terrenos trazem desenvolvimento para Campo Verde. “Não resta dúvida. Investir nas nossas empresas é investir no futuro de Campo Verde”, salientou, lembrando que com a instalação das empresas no Distrito Industrial haverá aumento na geração de empregos e renda, o que impactará, consequentemente, no aumento da arrecadação de impostos para o Município.

O prefeito ressaltou que o incentivo a mais empresas devido à falta de terrenos. “A área nossa no Distrito é muito pequena, mas tão logo a gente consiga solucionar esse problema a gente vai atrair mais empresas para cá para desenvolver ainda mais o nosso Município. Para Fábio, a doação dos terrenos feita na última sexta-feira não representa benefício somente para as empresas contempladas. “Todos ganham! na verdade, a comunidade toda ganha, a população consegue empregos, as empresas crescem, o Município se desenvolve. É uma relação ganha-ganha”, destacou.

Participaram da assinatura do Termo de Concessão dos terrenos, o secretário de Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente, Pedro Cambará; a secretária de Saúde, Sandra Badoco, a secretária de Assistência Social, Rosilene Sanguini Schroeter e as vereadoras Alaene Fernandes, Yara Alecrim Prati, além dos vereadores Donizete Aparecido Restani, Silvio Eventos e José Maria dos Santos. (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação/ASCOMCV)

Categorias: Noticias