CREAS de Campo Verde divulga balanço de 2016




2Durante o ano de 2016, o Centro de Referência Especializado em Assistência Social de Campo Verde (CREAS) realizou um intenso trabalho de abordagem, encaminhamento e fornecimento de passagens para pessoas em situação de rua.

De acordo com o CREAS, Campo Verde não tem morador de rua, mas sim pessoas em situação de ruas por motivos pessoais.  Conforme balanço feito pelo em 2016 foram encaminhados para a Comunidade Terapêutica Resgate Vidas, com o qual o Município mantém convênio, 68 pessoas, 11 delas ainda permanecem em tratamento para se livrarem do vício das drogas ou o do alcoolismo.

Além do atendimento a dependentes químicos, a Comunidade Resgate Vidas, através do convênio com a Prefeitura, oferece suporte no acolhimento de pessoas por curto períodos, como pernoites.

O CREAS oferece ainda, ajuda às pessoas que querem voltar ao convívio familiar. Para estas são ofertadas passagens para que possam retornar às suas cidades de origem. Esse benefício, que favoreceu 309 pessoas ao longo de 2016, é eventual e apenas para as cidades vizinhas a Campo Verde.

De acordo com a Secretaria de Assistência Social do Município, apesar das abordagens serem feitas com certa constância nos pontos onde se concentram as pessoas em situação de rua, a atuação dos assistentes sociais não pode ser impositiva, ou seja, o abordado decide ou não se quer retornar à sua cidade de origem ou passar por um período de tratamento na Comunidade Terapêutica Resgate Vidas. (Valmir Faria – Supervisor de Comunicação/PMCV)

Categorias: Assistência Social