Assistência Social lança campanha “Não dê esmola, promova cidadania”




Nos últimos meses tem sido registrado um crescente aumento no número de pessoas em situação de rua em Campo Verde. Grande parte desse público é de outras localidades e está apenas de passagem pela cidade, onde permanece por alguns dias vivendo em calçadas, praças ou construções abandonadas e pedindo dinheiro à população.

Apesar das abordagens sociais realizadas frequentemente pelo Centro de Referência em Assistência Social (CREAS) da Secretaria Municipal de Assistência Social, a presença de pessoas em situação de rua tem provocado queixas por parte dos moradores de Campo Verde.

Para tentar mudar essa situação, a Secretaria de Assistência Social e o Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M) lançam no mês de abril a campanha “Não dê esmola, promova cidadania”, que tem por objetivo conscientizar a população a não dar esmola à quem está em situação de rua.

“Dar dinheiro para quem está em situação de rua só faz com eles se sintam incentivados a permanecer nas ruas”, observa o coordenador de Vigilância Socioassistencial do CREAS Luiz Ricardo de Souza.

Durante a campanha, que será permanente, serão distribuídos panfletos com orientação à população e veiculados anúncios em rádio, televisão, jornal e nas mídias sociais. “Nossa proposta é orientar quem deseja ajudar as pessoas em situação de rua a ligar para Serviço de Abordagem Social assim que se deparar com alguma situação de mendicância”, completou.  O telefone do CREAS é o (66) 3419-2304.

Souza explicou que o CREAS, durante as abordagens sociais, providencia o encaminhamento das pessoas em situação de rua para retornarem às suas cidades de origens ou outro destino, ou ainda o encaminhamento para centro de recuperação.

Categorias: Assistência Social