Festcav começa com peça que trata do bullyng e das drogas na adolescência




A 12ª edição do Festival de Teatro Campo-verdense promovido pelo Departamento de Cultura da Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Campo Verde começou hoje (23), no Centro de Eventos Juventude com a abertura oficial e segue até a próxima quinta-feira (25), quando serão conhecidos os vencedores.

O primeiro espetáculo apresentado tratou de temas preocupantes na adolescência: o bullyng, o uso de drogas e suas consequências. Escrita pelo professor e coordenador pedagógico João Monteiro, “Sete tons de bullyng: Os dramas, as dores e as drogas na adolescência” foi encenada pela primeira vez pelos alunos da Escola Municipal Dona Sabina Lazarin Prati que fazem parte do Grupo de Teatro Alpha.

À tarde, a partir das 13h45, o Grupo Gambiarra, do Departamento de Cultura, fará uma participação especial encenando “País dos Prequetéis”. Na sequência, às 14h30, o grupo Boa Esperança, da Escola Estadual Boa Esperança, apresenta “Chaves contra as drogas”, e, às 15h15, o grupo “Os Teatrilheiros, do Departamento de Cultura apresenta “Alice no País do Folclore”.

O Festcav continua à noite com mais duas peças. A partir das 19h30 o Grupo Raio de Luz leva ao palco a peça “Dos Índios ao Algodão”, que conta a história de Campo Verde desde sua colonização em 1886 até a chegada dos migrantes sulistas. Às 20h30, o Grupo Teatrolando, da Escola Progresso apresenta o espetáculo “Era uma vez, que nada…”.

Categorias: Educação e Cultura