Transporte coletivo de Campo Verde passa por readequação




Implantado há dois anos, o transporte coletivo urbano de Campo Verde teve seu modo de operação readequado após estudos realizados por uma empresa especializada, que apontou a necessidade de se implantar mudanças nas linhas e reajuste no preço da tarifa.

Com as alterações feitas, uma das linhas urbanas foi desativada e outra teve o seu itinerário e horários de atendimento ampliados em operação de modo circular, criando assim novo trajeto.

“O estudo feito apontou a necessidade de se adotar um novo quadro operacional no transporte urbano”, explicou o diretor do Departamento Municipal de Transporte Urbano, Jairo Freitas.

O estudo, de acordo com Freitas, mostrou que, para ser economicamente viável era necessário adequar o sistema à demanda atual, já que o quadro operacional anterior foi adotado em cima de estimativas por, até então, não haver transporte público no município.

“E a demanda prevista não se concretizou, sendo por isso necessário reduzir o número de veículos utilizados e também readequar o custo da tarifa cobrada, explicou o diretor do DMTU.  “Também foi necessário readequar o custo da ‘tarifa de equilíbrio’ financeiro, que passou para R$ 6,38 após dois anos de operação”, explicou Freitas.

Na área urbana, de acordo com Freitas, aplicados os cálculos do fator multiplicador de equilíbrio de acordo com o contrato, a tarifa passa de R$ 2,10 para R$ 2,25. As demais tarifas serão afixadas nos ônibus.

De acordo com Jairo Freitas, as mudanças na operacionalização das linhas, itinerários e horas deverão ser implantadas até o próximo dia 25 de outubro, enquanto o valor da nova tarifa só passa a valer a partir do dia 25 de outubro.

Categorias: DMTU